Esse tipo de telha vem sendo utilizado no Brasil há muito tempo e seu objetivo era imitar o estilo utilizado nas coberturas Francesas. Seu formato é reto, composto de uma só peça, com reentrâncias que se encaixam. Elas são quase planas e por isso a inclinação recomendada nesse caso é de no mínimo 45% (chegando a 50%), caso contrario há o risco de infiltrações, pois a água da chuva não escoa corretamente. Motivo pelo qual a estrutura e o madeiramento utilizado para a instalação das telhas usa muito mais madeira do que os outros tipos de telhas. O resultado estético final, porém, é bonito, principalmente em construções com apelo clássico.

Telhas Francesas

Das suas principais características, destaca-se o fato de que seu encaixe é realizado de maneira “perfeita”, uma peça com a outra, uniformizando o resultado final. Elas têm custo-benefício excelente e seu rendimento fica em aproximadamente 17 peças por m². Sua inclinação é variável, porém recomenda-se o mínimo de 30% a 35%. Essa inclinação é primordial, pois se ficar abaixo dos 30% pode haver retenção de águas pluviais e pouco escoamento, gerando a possibilidade de vazamentos e infiltrações, além do acúmulo de sujeira, que escurece as telhas.

Portuguesas

Sua característica básica é o seu canal profundo, que possui ótima vazão de águas pluviais. Outra vantagem da telha colonial é seu design, com encaixe simples que torna a sua instalação muito pratica, e o resultado é compensador, já que telhados no estilo colonial estão cada vez mais em alta. Tem um rendimento médio de 16 peças por m², numa inclinação mínima de 35%, semelhante a outras telhas cerâmicas, como a telha romana. Além disso, pode ser encontrada nas cores vermelha e palha.

Coloniais

A principal vantagem do fibrocimento frente as telhas cerâmicas é o peso do telhado: embora o efeito estético não seja tão agradável, o peso da estrutura fica muito reduzido em relação às telhas de barro, exigindo menos carregamento em pilares e vigas da estrutura. Além disso, sua instalação é mais simples, pois como as telhas são em maiores dimensões, vão necessitar menos ripas no telhado, e sua limpeza é muito mais fácil, pois possui poucas reentrâncias, ao contrário de um telhado de telhas de barro. Para condominios é a melhor opção, pela baixa manutenção e facilidade no reparo.

Fibrocimento

A telha de aluzinco é uma das principais soluções de cobertura metálica. Isso porque é do tipo galvalume, feita a partir de uma liga metálica composta por alumínio, zinco e silício, que oferece proteção mecânica e maior proteção contra ferrugem e corrosão, mesmo exposta às intempéries. Sua vida útil é bem maior que as telhas de aço galvanizado, que possuem em sua composição apenas o zinco. Embora o preço seja um pouco mais elevado que outros materiais, a médio e longo prazo a durabilidade prolongada e menor necessidade de manutenção demonstram que o investimento compensa. Além desse aspecto, outro ponto a favor da telha de aluzinco é o apelo estético, valorizado pela variedade de formatos e a possibilidade de pintura conforme a necessidade do cliente.

Zinco e Aluzinc

A telha plástica, ou telha PVC como também é conhecida, podem apresentar diversas variações nos modelos e em tamanho, dependendo do Fabricante. Elas são indicadas principalmente para a cobertura de casas e projetos residenciais de pequeno porte. É uma opção de cobertura mais barata e leve, uma boa alternativa no seu projeto de coberturas.

Telhas em PVC

A principal vantagem das telhas de concreto sobre telhas de barro é o seu baixo custo. Embora a maioria das telhas de concreto sejam fabricadas com um pigmento de cores, a cor dessas telhas desaparecerá com o tempo. As telhas de concreto de qualidade duram um longo período de tempo, embora provavelmente não tão longo como as telhas de barro.

Telhas de Concreto

Lorem Ipsum is simply dummy text of the printing and typesetting industry. Lorem Ipsum has been the industry's standard dummy text ever since the 1500s.

Telhados Industriais